Cartórios de Protesto participam do Lançamento da 5ª Semana de Prevenção e Combate ao Superendividamento

Em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, celebrado no dia 15 de março, o Procon/MA lançou, na manhã de hoje, a 5ª Semana de Prevenção e Combate ao Superendividamento. 

O lançamento aconteceu na unidade VIVA/PROCON do Shopping da Ilha e contou com a presença de Christian Carvalho, Superintendente do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil – Seção Maranhão (IEPTB-MA), que, na ocasião, estava representando Paulo de Tarso Guedes Carvalho, presidente do IEPTB-MA.

Estiveram na solenidade Karen Barros, presidente do PROCON/MA, Duarte Júnior; Deputado Estadual, que na ocasião estava representando a Assembleia Legislativa do Estado; Marizangela Taveira, representante do Núcleo Psicossocial da Promotoria de Justiça do Maranhão e Luís Otávio, defensor da Defensoria Pública do Estado do Maranhão.

A 5ª Semana de Prevenção e Combate ao Superendividamento tem como objetivo orientar os consumidores sobre o consumo consciente, sobre renegociação de dívidas e também a emissão de documentos. Para Karen Barros, o evento é uma grande oportunidade para o consumidor quitar suas dívidas, evitando assim o superendividamento.”

Para Christian Carvalho, esse evento é mais uma forma dos consumidores renegociarem as suas dívidas. “A proposta do PROCON/MA é de extrema importância para ajudar as pessoas a se livrarem das dívidas, quitando seus débitos diretamente com os credores. Tudo isso é bom para o fornecedor, que não fica no prejuízo, e melhor ainda para o consumidor que volta a ter crédito na praça”, destacou.

A Semana começa hoje, 11, e vai até o dia 15 de março na unidade VIVA/PROCON do Shopping da Ilha, em São Luís, e em algumas unidades do órgão no Estado. No evento, os consumidores podem renegociar dívidas diretamente com os credores, tendo, assim, as melhores condições. Participam da semana empresas como Banco do Brasil, Banco do Nordeste, BRK Ambiental, Caixa, Caema, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Cemar, Estácio, Itaú, NET/Claro, Oi, Semfaz, SKY, TIM e Vivo.

Para renegociar dívidas, o consumidor deve levar documentos com o valor do seu débito, além de RG, CPF, comprovante de residência e uma proposta de parcelamento confortável para o seu bolso.